PQTA 2011

PQTA 2011
Oficial de Registros de Imóveis e Anexos de Mogi Guaçu obtém reconhecimento entre os 25 melhores cartórios do País.

images/paginas/PQTA_63[1].jpg

 

Brasília (DF) - O Hotel Naoum Plaza, na cidade de Brasília (DF) recebeu na noite de quarta-feira (07/12) a nata da atividade notarial e registral brasileira para a realização da cerimônia de entrega do Prêmio de Qualidade Total Anoreg-BR 2011 (PQTA), iniciativa da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR), que tem como objetivo principal a valorização e disseminação da qualidade na prestação do serviço extrajudicial à sociedade.

 

A cerimônia que, reuniu cerca de 200 pessoas, contou com a ilustre presença do Ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, além de autoridades dos Poderes Judiciário, Executivo e Legislativo da República, entre eles o Senador Osmar Serraglio, a representante da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH), Beatriz Garrido, o secretário da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, Marivaldo Pereira de Castro, e o ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Hamilton Carvalhido.

 

images/paginas/cap_2222.jpg

 

Antes de iniciar a cerimônia de premiação, o presidente da Anoreg-BR, Rogério Portugal Bacellar, enalteceu a iniciativa do prêmio e a participação dos cartórios de todo o País. "Aos poucos as pessoas vão percebendo que não importa se é um cartório pequeno ou grande, do interior ou da capital, se tiver um serviço de excelência a Anoreg-BR o reconhecerá, mediante o trabalho de uma consultoria internacional, como um cartório de excelência no sistema extrajudicial brasileiro", disse.

 

O Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo fez questão de destacar a contribuição da classe registral e notarial para o esvaziamento dos litígios e a composição extrajudicial das lides. "Aqueles que prestam bons serviços públicos merecem os aplausos da classe que integram e também do Estado brasileiro. Um bom notário e um bom registrador são exemplos importantes na perspectiva do serviço público que todos nós temos. Como Ministro da Justiça, eu não poderia deixar de aplaudir os que hoje recebem essa premiação. O Estado brasileiro e a população brasileira precisam do trabalho dos senhores", afirmou.

images/paginas/cap_2107.jpg

 

Em sua fala, o Ministro destacou que "é necessário que criemos espaços em que os serviços notariais e registrais se expandam e possam permitir o esvaziamento desses litígios e a composição extrajudicial das lides", destacou. "O Estado brasileiro e a população brasileira precisam dos senhores. Parabéns aos contemplados desta noite, parabéns aos que tiveram o seu trabalho reconhecido. A continuar nesse processo, seguramente o serviço notarial e de registro ganhará espaço no sentido de solucionar litígios e bem servir a população brasileira".

 

Cláudio Marçal Freire, vice-presidente da Anoreg-BR, também compareceu ao jantar e cumprimentou o Ministro José Eduardo Cardozo pela sua gestão à frente do governo federal.

images/paginas/cap_2252.jpg

 

Coordenador desta sétima edição do PQTA, o Presidente do Instituto de Estudos de Títulos e Documentos e Pessoa Jurídica do Brasil (IETDPJ-BRASIL), José Maria Siviero, comemorou "a maior edição desta brilhante iniciativa da Anoreg-BR". "O Prêmio é uma referência para notários e registradores, a busca da excelência dos serviços na sua atividade, quer seja nos procedimentos, na organização, ou na eficiência oferecida ao público, independentemente do espaço ocupado ou do número de pessoas envolvidas em todo o trabalho do cartório. Dessa forma, pequenos e grandes serviços podem concorrer", explicou.

 

"Aos poucos vamos conhecendo cada vez mais o segmento e assim prestamos uma consultoria cada vez melhor aos participantes. O PQTA está em constante aperfeiçoamento", disse André Dytz, responsável pela empresa que audita os cartórios participantes. Nesta edição, 25 foram os cartórios que obtiveram a premiação de qualidade, nas categorias ouro, prata e bronze.

 

A sétima edição do PQTA reuniu reuniu 112 cartórios de todo o País, desde cartórios do interior de estados do Norte e Centro Oeste, até os de grandes capitais do País.
Orgulho, emoção e o sentimento de ver o trabalho reconhecido em uma premiação de alcance nacional tornaram a cerimônia de entrega do PQTA 2011 inesquecível para a maioria dos presentes.

images/paginas/cap_2175.jpg

 

PREMIAÇÃO RECONHECE TRABALHO DIFERENCIADO DE CARTÓRIOS DE TODO O BRASIL

 

A cerimônia de entrega do PQTA 2011 causou ampla satisfação aos participantes da iniciativa. Ver seu trabalho e de sua equipe de colaboradores ser reconhecida em uma premiação nacional, diante de autoridades de todo o País e de colegas de classe fez com que muitos dos ganhadores se emocionassem.

 

"A sensação é indescritível, porque qualquer premiação é um reconhecimento que temos de um trabalho de longo prazo. Regulamentar uma estrutura enorme não é uma tarefa muito simples, nem exclusivamente técnica", disse Fernando Pereira, Oficial de Registro de Imóveis de Belo Horizonte (MG), ganhador da categoria ouro. "Me sinto com o dever cumprido, e a certeza de estarmos fazendo bem feito, realmente prestando um serviço adequado para a sociedade", completou.

 

Coordenando um cartório em uma cidade de 48 mil habitantes, a Tabeliã de Notas e Protesto de Pau d´Alho, em Pernambuco, Mônica Machado Campos, ficou surpresa com o resultado. "Temos aquele estigma que um cartório pequeno não pode ou não é capaz de conseguir um prêmio feito este, principalmente, porque somos cartório de interior e temos uma equipe pequena com 8 pessoas só", explicou a Tabeliã, ganhadora da categoria prata.

 

"A sensação é a melhor possível, haja vista, que isto vem premiar o trabalho  que vem sendo desenvolvido dentro do 1º Cartório há 6 anos, não é algo que foi conquistado de uma hora para outra, do dia para a noite", disse Márcio Campacci, Tabelião de Notas e Protesto de São Carlos (SP), também ganhador da categoria prata. "Foi sem dúvida o projeto mais concorrido, com maior número de inscrições, por isso a premiação é motivo de emoção e muita alegria", completou.

 

Cartórios das regiões Norte e Centro Oeste também foram premiados na iniciativa promovida pela Anoreg-BR. "Eu fiquei muito lisonjeada com o prêmio, eu não esperava. Esperava apenas um certificado. Foi ótimo, fiquei muito contente, não só pelo prêmio, mas pelo fato de poder estar participando de um evento brilhante como este", disse Bernadete Lorena, Oficial de Registro de Imóveis de Cacoal, em Rôndonia, na categoria bronze.

 

Com uma equipe de 11 funcionários para atender uma população de 20 mil habitantes na cidade de Poxoréu (MT), distante 250 quilômetros de Cuiabá, a Oficial Maria Aparecida Bianchin Pacheco, do Registro de Imóveis e Títulos e Documentos comemorou a premiação obtida na categoria ouro. "Foi uma delícia, porque eu não esperava no meu primeiro ano de participação receber o prêmio na categoria máxima.
Segundo porque isso demonstra que a preocupação que nós temos com o usuário, em oferecer um serviço de boa qualidade, tem prevalecido, tem dado resultado e com a participação de todos os colaboradores", afirmou. "Mostramos que podemos prestar um bom serviço, de qualidade total, mesmo lá no interior de Mato Grosso", concluiu.

 

CONFRATERNIZAÇÃO DE ENCERRAMENTO

 

O jantar de encerramento das atividades do ano, após a última reunião da entidade nacional, contou com a participação de muitos presidentes das Anoregs Estaduais, dos Institutos Membros, bem como dos Sindicatos da classe. A iniciativa deste ano teve o apoio fundamental da Associação dos Notários e Registradores do Distrito Federal (Sinoreg-DF), pelos seus presidentes Allan Guerra e José Eduardo Guimarães que levaram renomadas autoridades do Distrito Federal.

 

Rogério Bacellar agradeceu imensamente o apoio da Anoreg-DF e do Sinoreg-DF. Em seu discurso, agradeceu também o apoio do seu vice-presidente Cláudio Marçal Freire e do Sinoreg-SP.

 

VEJA O PRONUNCIAMENTO DO MINISTRO DA JUSTIÇA, JOSÉ EDUARDO CARDOZO

 

"Num País como o nosso em que os Tribunais de Justiça estão abarrotados de processos e que o litígio não consegue ser absorvido pela máquina do Judiciário, é necessário que criemos espaços em que os serviços notariais e registrais se expandam e possam permitir o esvaziamento desses litígios e a composição extrajudicial da lides.

 

Portanto, quero enaltecer os registradores e notários aqui presentes por esta premiação.
Aqueles que prestam bons serviços públicos devem ser dignificados com honrarias e merecem aplausos não só da classe que integram, mas também do Estado brasileiro. Um bom notário e um bom registrador são exeplos importantes na perspectiva do serviço público que todos nós temos.

 

Eu sei que ainda hoje - talvez fruto de uma cultura histórica já superada pela Constituição Federal de 1988, que modificou em larga medida a situação nacional que nós tinhamos na prestação dos serviços notarial e de registro - ainda existe muito preconceito com relação à atividade dos senhores. Ainda poucas pessoas sabem que o delegado do serviço notarial e de registro tem que prestar concurso de provas e títulos.
Outros acreditam que os cartórios são herança ou atos de apadrinhamento daqueles que detém o poder.

 

No entanto, preconceito se vence com bom trabalho e com a boa prestação do serviço público. Razão pela qual eu como Ministro da Justiça não poderia deixar de estar presente para aplaudir os que prestam bons serviços notarial e registral. O Estado brasileiro e a população brasileira precisam dos senhores.
Parabéns aos contemplados desta noite, parabéns aos que tiveram o seu trabalho reconhecido. E acreditem, a continuar nesse processo, seguramente o serviço notarial e do registro ganhará espaço no sentido de solucionar litígios e bem servir a população brasileira".

images/paginas/cap_2519.jpg

 

images/paginas/CERTIFICADO PQTA 2011 - BRONZE (jpeg).JPG

 

Fonte: www.anoreg.org.br